Circuito dos Sabores garante trabalho e renda para assentados do Monte Alegre





Prefeito participou do lançamento do programa que criou um roteiro com os pontos de vendas dos produtos alimentícios artesanais do assentamento


Marcando o encerramento do curso de Comercialização de Produtos para o Turismo Rural, realizado pelo Sebrae, Senar/Faesp, Itesp e Sindicato Rural de Araraquara, com apoio das Prefeitura de Araraquara e Motuca, foram realizados na manhã de domingo (22), no assentamento Monte Alegre, uma feira de produtos artesanais e o lançamento do Circuito dos Sabores; um projeto que chega para consolidar o potencial para atividade de turismo rural no Monte Alegre e garantir renda para as famílias dos assentados.
A partir do amplo trabalho de capacitação dos produtores rurais do assentamento realizado pelos parceiros do projeto, as propriedades passaram a agregar valor a seus produtos, que incluem pães, queijo, polpa de frutas e cachaças. E assim foi criado um roteiro com os pontos de vendas desses produtos alimentícios artesanais.
O lançamento oficial do Circuito dos Sabores foi realizado em frente à Padoka, constituída como Padaria AMA (Associação de Mulheres Assentadas do Assentamento Monte Alegre VI). Em seu discurso, o prefeito Edinho destacou a importância daquele ponto de concentração no assentamento e chamou para estarem a seu lado, na cerimônia, duas das fundadoras da Padoka, dona Maria José Severino e dona Elizete Cordeiro.
“A Prefeitura desenvolve vários projetos para incentivar o assentamento, incluindo a compra da produção rural, mas as mulheres queriam um projeto que pudesse criar uma renda também para as assentadas e, aí, surgiu a Padaria Comunitária, a AMA, agora conhecida como Padoka. E ela se tornou a âncora de um projeto gastronômico no assentamento para gerar renda para as mulheres e para dezenas de produtores rurais do Monte Alegre. Sou muito grato às pessoas que se dedicaram à implantação desse projeto que estamos lançando hoje. Um trabalho árduo, iniciado há anos com visitas a cada uma das propriedades para identificar os produtos que poderiam ser comercializados e com a capacitação dos produtores. Graças a todo esse esforço, hoje temos o Circuito dos Sabores aqui em frente à Padoka”, declarou Edinho.
O prefeito também mencionou a presença dos visitantes no assentamento, grande parte formada por ciclistas. A Padoka se tornou o ponto de concentração e de infraestrutura de apoio dos cerca de 150 ciclistas que pedalam nas trilhas do Monte Alegre nos finais de semana. Muitos acompanharam a cerimônia de lançamento do Circuito dos Sabores.
“São essas pessoas que já frequentam o assentamento nos finais de semana os maiores divulgadores do Circuito dos Sabores. Aqui são oferecidos produtos de qualidade, licenciados, registrados, que geram renda e qualidade de vida para as famílias de assentados. Isso significa qualidade de vida para essas famílias; significa que essas famílias não vão precisar deixar a terra para buscar sobrevivência na cidade. Ninguém precisa deixar a terra para ter trabalho e renda”, conclui o prefeito Edinho.
Também participaram da cerimônia de çançamento do Circuito dos Sabores, o secretário municipal de Saúde Motuca, Márcio Contarin, representando o prefeito Ricardo Passineli; João Henrique de Souza Freitas, representando o sindicato rural, Faesp e Senar; Luis Henrique Cavallini, do Sebrae; Maria Clara Piai, analista de Desenvolvimento Agrário do Itesp; Silvani Silva, coordenadora de Agricultura, da Secretaria Municipal do Trabalho e do Desenvolvimento Econômico; Ângela Barbieri Nigro e Graziela Grecco, instrutoras do curso de Turismo Rural do Senar; Marcia Firmino, representando os produtores rurais do assentamento Monte Alegre; João Missurino, representando a Morada do Sol SA e Comtur, e o vice-prefeito e secretário municipal do Trabalho e do Desenvolvimento Econômico, Damiano Neto.

Comentários