Meninos da caverna farão retiro espiritual na Tailândia




A maioria dos doze meninos que ficaram presos em uma caverna durante duas semanas na Tailândia, e que deixaram na semana passada o hospital, farão um retiro espiritual em um templo budista antes de voltar à vida normal, anunciaram neste domingo as autoridades locais.
“Eles realizarão um retiro de nove dias”, declarou o governador de Chaing Rai, Prachon Pratsakul.
“Onze (dos doze meninos) serão noviços e seu treinador atuará como monge”, explicou, fazendo referência ao técnico de futebol Ekkapol Chantawong, que já exerceu como noviço e ajudou os meninos a manter a calma na caverna até que fossem resgatados entre 8 e 10 de julho.
Os garotos deixaram o hospital na quarta-feira. Em entrevista coletiva, contaram como sobreviveram sem comer, bebendo apenas água por nove dias, sem qualquer contato com o exterior.
Os membros da equipe de futebol “Javalis Selvagens” ficaram presos em 23 de junho e saíram apenas em 10 de julho da caverna de Tham Luang, uma das maiores da Tailândia.
Os jovens também descreveram como “milagroso” o momento em que foram encontrados pelos mergulhadores, o que iniciou uma complicada operação para tirá-los do local, que chegou a envolver mais de mil pessoas.

Comentários