Brigadistas participam de aula prática sobre extintores





O curso prossegue até quinta-feira (9), no Centro Internacional de Convenção

Os servidores municipais do curso Brigada de Incêndio participaram nessa terça-feira (7) de aula teórica e prática sobre o funcionamento e acionamento de extintores. O evento, curso de Brigada de Incêndio, que teve início na segunda-feira (7), vai até quinta-feira (9), no Centro Internacional de Convenção, localizado na Rua Ivo Antônio Magnani, 430, Jardim Primavera, região central de Araraquara.

O representante do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (Sesmet), Aparecido Carlos Duarte, de forma didática e prática, detalhou os tipos de extintores nos diversos setores da Prefeitura. “O brigadista avalia os riscos existentes na edificação; conhece todas as rotas de fuga e o uso correto dos extintores”, afirmou Duarte. “Também deve orientar o Corpo de Bombeiros da Polícia Militar em sua chegada ao local do incêndio”, acrescenta o diretor de divisão da Prefeitura, Paulo Dimas Cezar.

Ao final da aula teórica, a merendeira Ana Paula Daris, de 37 anos, mãe de duas filhas, relatou o acidente em que foi vítima no ano de 2011, durante um churrasco em sua residência. “A pessoa não tinha experiência, e ao tentar acender a churrasqueira. o frasco de álcool pegou fogo e ela atirou para trás. A chama caiu no meu colo. Fiquei em coma, por vários dias, em hospital especializado para queimados, em Marília. Consegui me recuperar, mas tenho sequelas no abdômen, braços e pescoço”, reforçou a merendeira sobre os perigos com acidentes domésticos.

Nesta quarta-feira (8), às 9h, o cabo do Corpo de Bombeiros Lucas de Camargo abordará o tema Primeiros Socorros.

Fogo

Pela primeira vez, a agente operacional Sheila Rosana Mendes, de 40 anos, usou um extintor para apagar um fogo em resíduos sólidos durante o treinamento. “Trabalho no Centralizado e vou levar para o pessoal o conhecimento adquirido para combate a incêndio. Apaguei o fogo em papelão e tecido usando o extintor classe A”, contou.

Comentários