Cronista esportivo é homenageado na Tribuna Popular da Câmara




A Tribuna Popular da Sessão Ordinária da Câmara Municipal desta terça (7) foi ocupada pelo radialista e jornalista, Adilson João Tellaroli, credenciado pela Associação dos Cronistas Esportivos de Araraquara (Acea), que discorreu sobre a carreira de Wilson Silveira Luiz, um dos maiores nomes da crônica esportiva do interior do estado de São Paulo.
Ressalta-se que estava na pauta da Sessão, um Requerimento do vereador e presidente Jéferson Yashuda Farmacêutico (PSDB), que pedia a inclusão no Arquivo Histórico da Câmara, da primeira coluna denominada “Deztacando”, de autoria do jornalista Wilson Luiz, publicada há 50 anos, no dia 7 de agosto de 1968, no jornal O Diário da Araraquarense.
Por si só, esta já seria uma data marcante, mas Tellaroli foi mais longe. Lembrou do início de carreira de Wilson Luiz, das peripécias que teve que enfrentar para conseguir fazer a narração dos jogos da Ferroviária fora da cidade, das torcidas que teve que enfrentar, pois a rivalidade era muito grande, das dificuldades técnicas da época, enfim, de uma vida dedicada ao esporte. “Mas como ele mesmo dizia, ‘foram mais alegrias que dissabores’. E eu ouvi essa frase várias vezes”, afirmou o orador.
Quando a rádio Voz da Araraquarense, emissora onde Wilson Luiz trabalhava passou a ser administrada por outro grupo, foi informado que haveria uma mudança de programação e o futebol estava fora da grade. “A reação íntima de Wilson foi: ‘perdi o emprego, acabou minha paixão’, mas a sua versatilidade foi posta à prova e ele mostrou outras facetas que nem conhecia. Se tornou o Cumpadre Nicão, locutor de programa sertanejo”, lembrou Tellaroli.
Com a concorrência das FMs, foi convidado a redigir e apresentar o noticiário geral da emissora, deixando de lado as emoções do narrador para se tornar um perfeito noticiarista, demonstrando todo o seu talento.
Voltou a narrar futebol na equipe ‘Os Campeões da Bola’ na rádio Morada do Sol, em 1985. Já na rádio Cultura, narrou jornadas memoráveis, criando alguns bordões que marcaram a sua carreira. “Sua voz e sua emoção de locutor esportivo foram emprestadas também às rádios São Carlos, Difusora de Pirassununga, Piratininga e Bandeirantes. Hoje atua como apresentador do programa Esporte e Lazer, na rádio Brasil FM”, frisou Tellaroli, fazendo ainda menção ao seu trabalho na imprensa escrita. “Wilson prestou ótimos serviços a vários jornais, como Folha de São Paulo, Gazeta Esportiva, O Imparcial e Diário da Araraquarense, onde surgiu a coluna que permanece até hoje nas páginas da Leia Tur: ‘Deztacando’, completando hoje 50 anos.”
Para encerrar sua fala, o orador disse que “hoje, com mais de 60 anos de profissão, ele é um homem realizado, sem nunca ter perdido a humildade e o bom coração. É um exemplo, e motivo de orgulho para seus companheiros de trabalho e também para os ex-parceiros de profissão. Temos, portanto, motivos de sobra para homenageá-lo”, encerrou, citando um de seus bordões mais conhecido: Não pega essa que ainda está quente.

Comentários