Evento com 20 mil pessoas marca aniversário do Templo de Salomão




Fiéis de todas as idades se emocionaram neste domingo (5) durante o quarto aniversário do Templo de Salomão, sede da Igreja Universal do Reino de Deus, em São Paulo.
A celebração, que reuniu pelo menos 20 mil pessoas, foi marcada pelo retorno da Arca da Aliança — cuja réplica foi levada até o altar ao som de clarins às 9h30. A introdução à solenidade ficou por conta do coral do Templo do Salomão, que apresentou um repertório especial.
A promotora de vendas Luna Andrade, de 28 anos, chegou ao local às 8h especialmente para acompanhar o trajeto da Arca. "Durante a semana, eu assisti a chegada da Arca da Aliança em São Paulo pela televisão. Quis vê-la também de perto porque ela representa, para mim, um laço com Deus. É a terceira vez que venho ao Templo", diz.
Símbolo da presença de Deus e da aliança com o povo de Israel, a Arca da Aliança, segundo a Bíblia, armazenava as tábuas dos Dez Mandamentos concedidas a Moisés. A peça original foi feita de madeira acácia e revestida de ouro por dentro e por fora. A réplica, por sua vez, também foi confeccionada em madeira e conta com as mesmas medidas descritas no texto bíblico. Ela chegou à capital paulista na quarta-feira (1º) depois de ter percorrido, nos últimos quatro anos, todo o país e nações africanas como Moçambique e Angola.
Mensagem de força
A pregação por ocasião do quarto aniversário do Templo foi realizada pelo bispo Renato Cardoso. "Deus deu as tábuas para Moisés e mandou fazer um lugar para guardá-las. Apenas sacerdotes podiam tocar a peça. Hoje, Deus quer colocar uma aliança dentro de nós. Ele quer fazer uma Arca de mim e de você", lembrou o bispo.
Celebração pelo 4º aniversário do Templo teve presença de 20 mil pessoas

Celebração pelo 4º aniversário do Templo teve presença de 20 mil pessoas

Divulgação
A dona de casa Zilda Almeida, de 59 anos, confessa que chorou quando viu a Arca sendo levada até o altar. Ela percorreu 55 km desde Embu das Artes, onde mora, até o Templo de Salomão para ver o discurso de Renato Cardoso. "É uma mensagem muito forte, de uma força espiritual muito grande", relata.
Zilda esteve acompanhada da amiga Rosilene Souza, de 53 anos, que levou o marido e a neta de oito anos. "Minha neta mora em São Carlos, no interior do estado, mas está passando férias comigo. Acho importante que ela me acompanhe na igreja desde cedo", afirma Rosilene.
Quatro anos do Templo
O Templo de Salomão foi inaugurado em 31 de julho de 2014 e já foi visitado por cerca de 15 milhões de pessoas desde então. Entre elas, 30 mil estrangeiros. Para o vidraceiro Leonardo Faues, de 23 anos, que já perdeu as contas de quantas vezes visitou o local, o Templo é uma referência não só no Brasil como em todo o mundo: "É a casa de todos os povos. Eu acredito que o Templo seja um local onde devem vir aqueles que desejam ouvir sobre Deus, independentemente de religião".
Fieis de todas as idades se emocionaram durante culto

Fieis de todas as idades se emocionaram durante culto

Divulgação
A chuva fina típica da capital paulista marcou presença por volta das 10h, mas nem por isso desanimou as pessoas que assistiram ao culto do lado de fora do Templo, por meio de dois telões. Uma delas foi a babá Maria Freitas, de 60 anos. "Toda semana, vou à Igreja Universal no meu bairro, São Miguel. Hoje quis vir com minha filha e meus netos ao Templo por causa da ocasião especial", conta.
No fim da solenidade, pouco depois das 11h30, o bispo Renato Cardoso discursou relacionando a Arca da Aliança aos casais — já que uma aliança no dedo simboliza comprometimento com alguém até o fim da vida. A esposa de Renato, Cristiane Cardoso, apresentadora do The Love School — Escola do Amor, da RecordTV, conduziu a oração final, dedicada aos casais presentes.


Fonte: R7

Comentários