Morre aos 85 anos o escritor V. S. Naipaul, Nobel de Literatura em 2001




O escritor britânico V.S. Naipaul, premiado com o Nobel de Literatura em 2001, faleceu aos 85 anos, anunciou sua família neste sábado, 11. “Foi um gigante em tudo o que conquistou e morreu rodeado por aqueles que amava, tendo vivido uma vida cheia de uma criatividade maravilhosa e esforço”, declarou sua esposa, Lady Naipaul, em um comunicado.
Vidiadhar Surajprasad Naipaul escreveu mais de 30 livros e ganhou o Prêmio Nobel de Literatura em 2001. Nascido em Trinidad e Tobago, estudou literatura inglesa na Universidade de Oxford, antes de se estabelecer na Inglaterra. Passou muito tempo viajando e se tornou um símbolo do desenraizamento moderno.
Ao conceder-lhe o Nobel, a Academia Sueca afirmou que V.S. Naipaul tinha sido premiado por “ter misturado narração perspectiva e observação incorruptível em suas obras, que nos condenam a ver a presença da história esquecida”. “V.S. Naipaul se sente cômodo somente em seu interior, no seio de sua expressão inimitável”, afirmou a Academia.
Muitas de suas obras estudam os traumas das mudanças pós-coloniais. Um de seus principais romances, “Uma Casa para o Sr. Biswas”, trata sobre a árdua tarefa dos migrantes indianos no Caribe para se integrarem à sociedade e conservar suas raízes ao mesmo tempo.
Foi um dos primeiros galardoados com o Booker Prize, o principal prêmio literário do Reino Unido, em 1971, por “Num Estado Livre”.
Durante toda sua carreira, se expressou com franqueza e sem rodeios e chegou a comparar o ex-primeiro-ministro britânico Tony Blair com um pirata à frente de uma revolução socialista.
Falou mal das mulheres romancistas, descreveu os países pós-coloniais como sociedades pela metade e afirmou que o Islã escraviza e tenta acabar com outras culturas.

Fonte: VEJA

Comentários