Operação prende 31 Policiais Militares da região.





Uma operação conjunta do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e da Corregedoria da Polícia Militar, nesta terça-feira (14), terminou com a prisão de 31 policiais militares, que teriam envolvimento com o tráfico de entorpecentes na região de campinas.
A investigação descobriu que eles recebiam, de acordo com a patente, de R$ 100 a R$ 300 para dar informações sobre operações policiais aos traficantes e também evitar a prisão deles.
Quatro civis também foram presos, entre eles um dos chefes do esquema.
Quarenta mandados de prisão e 51 de busca e apreensão foram expedidos pela Justiça e foram cumpridos nas cidades de Sumaré, Mogi Mirim, Hortolândia, Bauru, Sorocaba e São Carlos.
Em São Carlos, o policial investigado não trabalha no 38º Batalhão da Polícia Militar, com sede na cidade, apenas reside na município e presta serviços em uma unidade em Campinas.
Reforçando que nenhum policial que atua em São Carlos ou na área do batalhão foi detido durante a operação.
Os militares presos foram encaminhados ao presídio Romão Gomes (PMRG) na capital e os civis conduzidos para penitenciárias da região.
O nome dado à operação - 'Tio Genésio' - refere-se à forma como os envolvidos se tratavam entre si.

Fonte: São Carlos Agora

F

Comentários