Recordista olímpico, Michael Phelps diz ainda lutar contra depressão





Dono de 28 medalhas entre os Jogos Olímpicos de Sidney 2000 e a Rio 2016, Michael Phelps voltou a falar sobre sua luta contra a depressão. A lenda da natação revelou que ainda sofre com a doença e que espera poder ajudar outras pessoas que se encontram na mesma situação.
“Há duas ou três semanas, passei por um pico de depressão aterrador. Isto é algo que continuará acontecendo ao longo da minha vida”, afirmou Phelps em entrevista à CNN. “Gostaria de fazer a diferença, ser capaz de salvar uma vida se puder. Para mim, isso é mais importante do que ganhar uma medalha de ouro.”

O nadador sofreu com a depressão depois de competir em cada uma das olimpíadas. Ele chegou ao pior momento em Londres 2012, quando ficou trancado em um quarto durante dias. “Eu fui capaz de fazer algumas coisas incríveis na piscina, mas também tenho problemas fora dela. Existe uma parte da minha vida na qual não queria estar vivo.”

Phelps ainda deu conselhos às pessoas que sofrem com a doença. Ele recomendo que as pessoas procurem um terapeuta e tratem abertamente do tema com familiares e amigos.
“[Minha mulher] é meu tudo, a minha rocha, e me ajuda todos os dias da minha vida. Definitivamente não seria quem sou sem ela. É alguém que me ajudou muito nos últimos tempos. Gosto de ser quem sou, estou feliz com quem sou e isto é algo que não poderia dizer há alguns anos”, declarou.
(Com Gazeta Press)


Comentários