Um time de promessas para a próxima Copa do Mundo




A próxima Copa do Mundo ainda está longe – será disputada entre os dias 21 de novembro e 18 de dezembro de 2022 –, mas o técnico Tite já começa a pensar no torneio a partir desta sexta-feira, quando convoca a seleção brasileira para os primeiros amistosos preparatórios para o Mundial do Catar (Estados Unidos e El Salvador, nos dias 7 e 11 de setembro, respectivamente).
Mas é bom ficar de olho nos brasileiros que começam a se destacar e, por isso, listamos um time de jovens promessas com potencial para chegar em alto nível para a disputa da Copa daqui a quatro anos. Todos têm menos de 23 anos. 

Goleiro – Jean, 22 anos (São Paulo)

A seleção tem dois jovens goleiros que foram convocados para a Copa da Rússia. Alisson (25 anos) e Ederson (24) são destaques de seus clubes no futebol europeu e são os favoritos para figurar entre os 23 nomes em 2022. Jean ainda não se firmou como titular no São Paulo, mas é uma das grandes promessas da posição. Após boa temporada pelo Bahia no ano passado, recebeu elogios de Taffarel, campeão do mundo em 1994 e atual preparador de goleiros da seleção.

Lateral-direito – Éder Militão, 20 anos (Porto)

O ex-jogador do São Paulo pode atuar como zagueiro e lateral-direito, as duas posições que mais devem sofrer alterações na seleção por causa da idade dos convocados na Rússia, como Daniel Alves (cortado por lesão do Mundial deste ano), Miranda e Thiago Silva. Acabou de ser contratado pelo Porto por 4 milhões de euros (17 milhões de reais) e assinou contrato de cinco anos. Vai para Portugal para mostrar que tem condições de jogar nas maiores ligas europeias.

Zagueiro – Wallace, 23 anos (Lazio)

Talvez um dos menos conhecidos da lista, mas que já tem certo destaque na Europa. O defensor da Lazio, que surgiu no Cruzeiro, chegou a ser especulado para ser o substituto de Pepe no Real Madrid no início de 2017. Sofreu uma lesão na panturrilha esquerda no ano passado, o que atrapalhou sua evolução. É um zagueiro de muita força.

Zagueiro – Léo Duarte, 22 anos (Flamengo)

Até pouco tempo atrás, Léo Duarte buscava lugar no elenco principal do Flamengo. Foi capitão do time campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior em 2016 e ganhou vaga no time principal apenas neste ano, depois que Maurício Barbieri assumiu o comando do time, no fim de março. O jovem barrou os experientes Juan e Rhodolfo e hoje forma a dupla de zaga titular ao lado de Réver.

Lateral-esquerdo – Jorge, 22 anos (Monaco)

No final da temporada europeia, em maio, o jornal The Guardian fez uma lista dos dez talentos que despontaram na Europa. Jorge foi o único brasileiro selecionado – ficou na terceira posição. Trocou o Flamengo pelo Monaco no início de 2017 para ser reserva de Benjamin Mendy. Com a venda do lateral francês para o Manchester City, assumiu a posição de titular e não deixou mais o time. É boa aposta na posição, que tem Marcelo (30 anos) e Filipe Luís (33).

Meio-campo – Arthur, 21 anos (Barcelona)

Destaque da pré-temporada do Barcelona, segundo os jornais da Catalunha. Arthur ficou bem perto de disputar a última Copa do Mundo. Ficou na lista de suplentes do Brasil. Chegou ao time espanhol em transação que pode alcançar 40 milhões de euros (180 milhões de reais) dependendo de seu desempenho. A imprensa da Espanha trata o atleta como o “novo Xavi”, histórico meio-campista do clube e da seleção. Tem boa chance de já estar na lista dos convocados desta sexta-feira.

Meio-campo – Lucas Paquetá, 20 anos (Flamengo)

É destaque no Flamengo desde 2017, formado nas categorias de base. Assim como Arthur, estava na lista de suplentes de Tite para a Copa da Rússia e também tem convocações para a seleção brasileira sub-20. É monitorado por times da Europa, principalmente da Itália – a imprensa italiana considera o meia como o “novo Pogba”.

Meia-atacante – Vinícius Júnior, 18 anos (Real Madrid)

Outra cria da base do Flamengo, Vinícius Júnior foi contratado pelo Real Madrid aos 16 anos. O valor representa a maior transferência de um jogador do Brasil para o exterior: 45 milhões de euros (195 milhões de reais). Recentemente, o Real Madrid  pagou a mesma quantia para tirar Rodrygo, de 17 anos, do Santos. Foi inscrito no time juvenil do Real e pode disputar partidas com o time principal já nesta temporada.

Meia-atacante – Malcom, 21 anos (Barcelona)

Malcom foi alçado ao time titular do Corinthians aos 18 anos, em 2015. Em uma equipe em reconstrução, foi um dos destaques do título brasileiro. Depois de duas temporadas e meia de destaque pelo Bordeaux, da França, chega ao Barcelona com a esperança de frequentar a seleção em todas as convocações.

Meia-atacante – Richarlison, 21 anos (Everton)

O Everton gastou 45 milhões de libras (225 milhões de reais) para tirar Richarlison do Watford. Nada mau para um jogador que estava nas categorias de base do América-MG há quatro anos. O atacante se destacou no time mineiro e foi contratado pelo Fluminense e, de lá, para o Watford. Em sua segunda temporada no Campeonato Inglês, não terá vida fácil se quiser brigar por uma vaga na seleção. Joga na mesma posição de Vinícius Júnior… e Neymar.

Centroavante – Pedro, 21 anos (Fluminense) 

É profissional há apenas dois anos, e já mostrava seu potencial na base. Foi campeão brasileiro sub-20 em 2015 pelo Fluminense, seu clube de formação e onde se destaca pelo Brasileirão. O titular de Tite na Rússia, Gabriel Jesus, tem a mesma idade e larga como o principal concorrente de Pedro para uma vaga no Catar. Sua permanência no Brasil deve ser breve: Bordeaux e Borussia Dortmund têm interesse de levá-lo em breve.

Fonte: Veja

Comentários