DIG apreende adolescente acusado de matar Mayckon Booker





Policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) conseguiram esclarecer a morte do professor de dança e fotógrafo Anderson Almeida Delfino, de 33 anos, conhecido como Mayckon Booker. O corpo foi encontrado com perfurações provocadas por faca no começo da manhã desta segunda-feira (5), onde ele morava, na avenida Grécia.

O acusado pelo homicídio é um adolescente de 14 anos que mora na região do Jardim Botafogo. Após a matar a vítima ele se apoderou de uma câmera fotográfica que foi vendida, mas recuperada pelos policiais. O comprador foi indiciado pelo crime de receptação.
Um celular que também foi subtraído pelo jovem teria sido entregue para um usuário de drogas.
A polícia chegou até o garoto após analisar imagens de câmeras de segurança de locais próximos de onde Mayckon morava.
Na delegacia o adolescente declarou que conhecia Mayckon e frequentava seu apartamento, que o matou, pois era constantemente assediado.
Na noite dos fatos teria ido até a casa de Mayckon e começou a assistir um filme, porém o fotógrafo teria apagado a luz e começado a acariciá-lo, fato que gerou revolta. Este teria sido a motivação do assassinato.
Neste dia o adolescente entrou no imóvel às 23h44 e permaneceu lá por quase 10 minutos.
Segundo o pai do adolescente, o filho conheceu Mayckon há pouco mais de 3 anos na escola onde estudava e onde o dançarino ministrava aulas de dança.
O computador de Mayckon foi apreendido pela DIG e nele havia vários trabalhos fotográficos que deveriam ser entregues à clientes e agora estão disposição na delegacia.



Após prestar depoimento, o adolescente deverá ser conduzido à Fundação Casa, onde vai cumprir pena por ato infracional de latrocínio (matar para roubar).

Fonte: São Carlos Agora

Comentários