Polícia procura acusado de matar tatuador



A Força Tática da Polícia Militar esteve na manhã desta terça-feira (4) na casa de Fernando Ganci, suspeito de matar o tatuador Marcos Gentil Romero, de 36 anos, o Marcos Tsunami.

Na residência localizada na rua Alfedo Lopes, Jardim Macarengo, em São Carlos, estavam apenas a esposa e a mãe do acusado que estavam no carro no momento do crime. A mulher dele confirmou a discussão no trânsito e disse que tanto o marido quanto Marcos estavam nervosos. Disse ainda que o Fernando estava com a arma na cintura. Após o crime ele deixou as duas em casa, bem como compras que haviam acabado de fazer. Em seguida se evadiu.
As mulheres foram conduzidas até a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) para prestar depoimento. Elas deverão ser qualificadas como testemunhas e liberadas em seguida.
O capitão Nucci informou que está tentando contato com o acusado para que ele se entregue, mas ele não atende as ligações.
O delegado Gilberto de Aquino já solicitou junto a Justiça a prisão temporária do acusado que deverá ser concedida. 


Segundo Aquino, Fernando tinha passagem pela Justiça pelo crime de lesão corporal. A arma que ele usou seria um revólver calibre 32 do pai falecido recentemente.

Fonte:São Carlos Agora

Comentários