ALERTA GERAL- ARARAQUARA CONFIRMA 4.771 CASOS DE DENGUE.






Araraquara entra em alerta geral, pois foi confirmado nesta segunda-feira (25), mais de 4 mil casos de dengue na cidade desde do começo do ano.  A confirmação veio da Secretária Municipal de Saúde.

Já está confirmado 4.771 casos confirmados na cidade. Isso confirma uma epidemia do caso na cidade, e deixa todos em sinal de alerta.












FATORES QUE AJUDAM NO AUMENTO DA DOENÇA NA CIDADE.




Menos de 48 horas após ser limpo, terreno no Valle Verde é encontrado cheio de lixo

limpeza_marge_ribeirão_cruzes_2.jpg
Prefeito Edinho pediu novamente, em transmissão ao vivo na manhã de sábado (9), o apoio da população no combate aos criadouros do mosquito da dengue: ‘peço o mínimo de consciência’

Um terreno da Prefeitura no Residencial Valle Verde, que havia sido limpo na última quinta-feira (7), foi encontrado novamente tomado por lixo e materiais inservíveis na manhã de sábado (9). Ou seja, menos de 48 horas depois.
O prefeito Edinho esteve no local e, por meio de transmissão ao vivo pelo Facebook, pediu a colaboração da população para que esse tipo de atitude não se repita. Afinal, o lixo acumula água parada, que se transforma em criadouros do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue.

Terreno_valle_verde_2.jpg            terreno_valle_verde_3.jpg

“Esse terreno foi limpo quinta-feira [dia 7]. A Prefeitura esteve aqui e limpou. Agora tem vários inservíveis jogados. Tem lixo domiciliar, que o caminhão da Prefeitura passa regularmente recolhendo. Se chover, isso vira um criadouro do mosquito. A Prefeitura está tentando fazer a sua parte e limpa as suas áreas”, declarou o prefeito. 

“Isso é inaceitável. Peço que a população nos ajude a fiscalizar. Não tem nenhuma justificativa para um terreno limpo na quinta-feira já estar assim. É uma área que não ficou limpa nem por 48 horas. Peço o mínimo de consciência. As pessoas estão morrendo por causa da dengue. Se você jogou o lixo no terreno, esse mosquito pode picar você e levar dengue para a sua casa. E, se você não mora na região e veio para cá jogar, tem gente com a mesma falta de consciência que você e jogando perto da sua casa. Ou nós aumentamos nossa cidadania e compromisso com o próximo ou não conseguiremos derrotar a dengue”, explicou Edinho.

limpeza_margem_ribeirão_cruzes.jpg


Além do risco de formar criadouros da dengue, o lixo jogado em terrenos daquela região de Araraquara gera outro problema, já que estão localizados ao lado da nascente do Ribeirão das Cruzes.

“Nossa represa já foi responsável por 40% da água consumida pela população em Araraquara. Quando chove, esse lixo vai para dentro do córrego. Esta área deveria ser respeitada por todos, mas virou depósito de lixo. É um manancial importante e está tomado de lixo dessa forma”, disse o prefeito que, após a live, acompanhou o trabalho de remoção de entulhos na margem do Ribeirão das Cruzes. 

Em dados atualizados pela Vigilância Epidemiológica nesta segunda-feira (11), foram contabilizados 2.790 casos de dengue em Araraquara desde o início do ano. Três pessoas morreram em decorrência da doença e outras quatro mortes são investigadas.

Terreno_valle_verde.jpg

Ações
Além do ‘fumacê’ e dos mutirões de limpeza aos sábados, a Prefeitura intensificou as notificações e multas nos locais em que podem se proliferar criadouros e ampliou o acolhimento ambulatorial a pacientes que possivelmente tenham contraído a dengue.

O primeiro Polo de Atendimento à Dengue foi aberto no Cear, funcionando diariamente das 7h às 17h. Outro polo entrou em funcionamento na Rua Voluntários da Pátria (Rua 5), nº 2310, no Centro. O novo local atende todos os dias, inclusive aos finais de semana, das 7h às 20h.
    

Secretaria Municipal de Cooperação de Assuntos de Segurança Pública e Guarda Municipal também autuaram outro infrator na Estrada do Ouro
Flagrante descarte irregular nas  proximidades do  Parque do Basalto1 cópia.jpg


A operação de combate ao descarte irregular de lixo no município, que vem sendo realizada em toda a cidade pela Secretaria Municipal de Cooperação de Assuntos de Segurança Pública, tem autuado pessoas que insistem em descumprir a lei e colocar em risco a saúde da população, facilitando a formação de criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue.
As ações contam também com os trabalhos da Guarda Municipal, em parceria com o Departamento Autônomo de Água e Esgoto (Daae), Polícia Militar (PM) e agentes de Fiscalização do Trânsito.
Uma das últimas autuações foi resultado de uma denúncia feita por uma moradora do bairro Altos de Pinheiros. Ela fotografou um indivíduo despejando restos de material de construção nas proximidades do n° 1216, na continuação da Av. São João, quase em frente à portaria do Parque do Basalto.
Imediatamente, ela acionou o Centro de Atendimento e Despachos (CAD) da Guarda l Municipal, que através da identificação do veículo utilizado, uma Kombi com carroceria de madeira, chegou até o infrator. Com os dados, a Secretaria Municipal de Cooperação de Assuntos de Segurança Pública elaborou Boletim de Ocorrência (BO) por descarte irregular de entulho. O homem foi autuado pelo Departamento Autônomo de Água e Esgoto (Daae).
Autuação na Estrada do Ouro

Outra autuação ocorreu na Estrada do Ouro e o infrator foi flagrado pela Guarda Municipal, também despejando entulho e lixo às margens da estrada de terra. A caçamba do veículo, tipo Saveiro, estava cheia de material inservível e parte já havia sido jogada no terreno.
Neste caso também foi elaborado BO e ele foi autuado pelo DAAE.
De acordo com a Secretaria Municipal de Cooperação de Assuntos de Segurança Pública, a operação vai continuar sendo realizada em locais comuns dessa prática, em horários estratégicos. 

Comentários