Quase 90 mulheres de SP são agredidas por dia pelos maridos em 2019







Um levantamento feito pelo G1 aponta que os crimes de lesão corporal por violência doméstica contra mulheres aumentaram 14% nos últimos três anos em São Paulo.
Essa estatística foi calculada com base em informações obtidas pelo portal com a Secretaria de Segurança Pública via Lei de Acesso à Informação.
A reportagem mostra que foram registrados, no primeiro trimestre de 2016, quase 4 000 casos de lesão corporal no âmbito da violência doméstica. Nos primeiros três meses de 2019, já são 7 907 ocorrências dessa natureza.
De janeiro até agora, o G1 revelou que 88 mulheres foram agredidas por dia por seus maridos, namorados ou ex-companheiros, o que representa, em média, 3,6 casos por hora.
Houve também aumento de 76% dos casos de feminicídio no estado no primeiro trimestre deste ano em relação ao mesmo período do ano anterior. Em 2019, 37 mulheres foram vítimas desse crime. Em 2018, 21.
Desde 2015, a legislação prevê punições mais severas a casos de homicídios que se enquadrem em feminicídio, isto é, quando envolvem “violência doméstica e familiar e/ou menosprezo ou discriminação à condição da mulher”.

Fonte:veja

Comentários