Raiva, frio, cansaço: 15 sensações e onde elas se manifestam no corpo







Sentir “borboletas no estômago”, um “frio na espinha” ou “ficar de cabeça quente” são frases de efeito usadas em diferentes situações para traduzir o que sentimos por meio da linguagem. Pode parecer apenas força de expressão mas, nesse jogo de palavras, também há uma certa dose de ciência.
Em 2014, um estudo realizado na Finlândia e publicado na revista científica PNAS pediu a 1.026 pessoas que descrevessem quais as áreas de seus corpos mais ativadas em diferentes situações.
Eles tinham que ranquear o quanto aquele estímulo ou sentimento era absorvido pela mente ou por cada parte do corpo, o quão bem se sentiam em relação a eles e o quanto podiam controlar cada sensação.
 (Tainá Ceccato/Superinteressante)
É interessante notar que determinadas emoções, como raiva, medo e solidão, ficam concentradas na parte de cima do corpo. Faz sentido que seja assim: quem nunca, quando angustiado, sentiu um aperto no peito, por exemplo?
 (Tainá Ceccato/Superinteressante)
O orgasmo, como era de se esperar, ativa mais as áreas genitais. O frio pega mais nas extremidades e a ressaca coloca o estômago e a cabeça a mil por hora.
 (Tainá Ceccato/Superinteressante)
Abaixo, você pode assistir a um vídeo feito pelo Museu Americano de História Natural que comenta os resultados do estudo:
1 of 1
There are no entries on this page.Baseado nos relatos dos voluntários, representamos, nas imagens a seguir, onde 15 sentimentos diferentes se manifestam – e em qual intensidade acontecem.

Fonte> Interessante

Comentários