POLICIAL LEVOU MARTELADAS ANTES DE SER MORTO EM ARARAQUARA








A DIG (Delegacia de Investigações Gerais), de Araraquara prenderam duas mulheres na tarde desta terça-feira (04), como suspeitas de envolvimento na morte do policial Elias Mathias Ribeiro, ocorrido esta madrugada.


Mãe e filha são as detidas até o momento, e a polícia relatou que uma terceira pessoa um pedreiro estaria envolvido no crime. A polícia relatou que o Pm morto estaria se envolvendo com duas mulheres ao mesmo tempo, sendo elas a mãe e filha. O triangulo amoroso foi descoberto, e as duas teriam planejado a morte, e contado com a ajuda do irmão da mulher mais velha.

O pedreiro teria martelado a cabeça do policial, e em seguida enrolado dentro de um colchão e com a ajuda das mulheres colocado dentro de uma Ford/Ecosport, com placas de Araraquara, e posteriormente o corpo foi transferido para o carro do policial, uma Hyundai/Tucson, que foi totalmente incendiada.

O terceiro acusado está foragido, porém deve ser capturado nas próximas horas, pois já existem informações sobre seu paradeiro.

As mulheres estão detidas, e ficarão à disposição da justiça.


O corpo do policial deve ser submetido por exames, e posteriormente na próxima quarta-feira liberado para sepultamento.

Comentários