Juiz nega revogação de prisão de supostos hackers












O juiz Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara Federal, não acatou o pedido da defesa dos supostos hackers de revogar a prisão temporária, que vence na quinta-feira (1º). Os quatro presos na Operação Spoofing sob suspeita de terem invadido celulares de centenas autoridades, entre elas o ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública) e o chefe da Lava Jato Deltan Dallagnol, foram ouvidos nesta terça-feira (30), em uma audiência de custódia. 
O magistrado, no entanto, acatou o pedido dos advogados para banho de sol de uma hora e acesso a todo o material do inquérito. O juiz também aceitou o pedido do advogado de Suellen Priscila de Oliveira para que ela seja transferida para a Superintendência da Polícia Federal em Brasília. 
Estão presos ainda Walter Delgatti Neto, que confessou ter acessado celulares e conversas, Danilo Cristiano Marques e Gustavo Henrique Elias Santos desde o dia 23. 


Fonte:R7

Comentários