CRISES DE DEPRESSÃO AUMENTAM EM DIAS DE FRIO.








No inverno, muita gente sente o impacto dos dias cinzentos e do frio. A preguiça e o desânimo aumentam. A estação favorece mesmo o mau humor e a tristeza que têm relação com a falta de luminosidade. "Os raios UVB que entram na retina regulam alguns neurotransmissores relacionados ao humor e ao sono", explica a psiquiatra da Unifesp Fernanda Moreira.
Por exemplo, há um aumento da melatonina, hormônio que regula o sono, e que é produzido na ausência de luz e, por isso, no inverno a sonolência aumenta. Além disso, a menor quantidade de raios UVB diminui a serotonina, o hormônio da felicidade, que fica em baixa nas pessoas deprimidas.
É, entretanto, importante distinguir tristeza de depressão. "Depois de uma perda ou uma frustração é normal as pessoas se sentirem tristes. Porém, a depressão é uma tristeza que não diminui e tende a se agravar com o tempo", diz a psiquiatra.
Dependendo do grau dos sintomas de tristeza e irritabilidade da pessoa, pode haver apenas uma oscilação de humor ou até o que a medicina denomina como depressão sazonal, ou seja, que ocorre nas épocas mais frias. "Em países mais quentes como o nosso, a depressão sazonal é bem menos frequente que nos países de maior latitude, mas é algo comum um maior mau humor e apatia nos dias sem sol. É importante ressaltar que o que é mais comum nesse quadro são os casos de pessoas que tem sua depressão agravada no frio, o que demanda tratamentos com um psiquiatra".
Para quem não tem um quadro patológico de depressão, mas está apenas mais abatido ou irritado, vale apostar no sol, com moderação. Nos dias mais nublados, fique sem os óculos de sol, caso não precise passar muito tempo em ambientes externos. Fazer caminhadas ao ar livre e privilegiar a iluminação natural nos ambientes externos também é importante. Outra medida que pode animar é deixar a preguiça de lado e apostar nos exercícios físicos, que estimulam a liberação de endorfinas, hormônio ligado a sensação de prazer.

Fonte:minhavida



Comentários