Em outras apreensões, mulheres foram descobertas com entorpecente camuflado na vagina e no ânus



















A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa que, no último domingo, dia 6, agentes de segurança flagraram visitantes tentando entrar com drogas em presídios abrangidos pela Coordenadoria da Região Noroeste (CRN). Três casos foram registrados na mesma unidade prisional, sendo dois deles de mulheres com maconha escondida no sutiã.
Em todas as ocorrências, a Polícia Militar (PM) foi acionada para registrar boletim de ocorrência. Também foi aberto procedimento interno para apurar o envolvimento dos presos que receberiam os materiais ilícitos nas unidades prisionais.
Vale destacar que, mesmo com a ampla divulgação na mídia das crescentes apreensões em todo Estado de São Paulo, visitantes seguem tentando burlar as revistas, sem sucesso, graças à perícia de agentes penitenciários aliada à tecnologia dos scanners corporais.
Penitenciária ‘Valdic Junio Alves Primo’ de Avanhandava
Uma mulher foi flagrada tentando entrar na Penitenciária “Valdic Junio Alves Primo” de Avanhandava com 28,9 gramas de maconha escondidas em seu ânus, durante procedimento de revista pelo escâner corporal, por volta das 10h45 de domingo, dia 6.
A imagem mostrava um objeto suspeito na altura do quadril da visitante, que, após ser questionada, confessou a irregularidade e retirou de seu corpo a droga que entregaria para o companheiro quitar uma dívida com outro preso.
A mulher foi encaminhada à delegacia e presa em flagrante.
CDP ‘ASP Nayan Xavier Ribeiro’ de Ribeirão Preto
O Centro de Detenção Provisória (CDP) “ASP Nayan Xavier Ribeiro” de Ribeirão Preto registrou três apreensões no domingo, dia 6. A primeira ocorreu por volta das 9h50, quando uma mulher foi barrada ao tentar entrar na unidade com uma porção de maconha escondia no sutiã.
O flagrante se deu durante procedimento de revista pelo escâner corporal. Minutos depois, os agentes de segurança se depararam com situação semelhante: outra visitante com maconha, também camuflada sob o sutiã.
Ainda no período da manhã, às 9h50, a terceira mulher foi flagrada com maconha, desta vez escondida em sua vagina. As visitantes foram levadas à delegacia pela Polícia Militar (PM) e presas em flagrante. Posteriormente, elas seriam submedidas à audiência de custódia.
Penitenciária de Ribeirão Preto
A Penitenciária de Ribeirão Preto registrou duas apreensões no domingo, dia 6, durante procedimento de revista pelo escâner corporal.
Uma delas ocorreu às 10h, quando uma mulher foi flagrada com 41 gramas de maconha escondidas em seu ânus.
Questionada após ter sido descoberta, ela confessou a irregularidade e foi levada até um dos banheiros, onde retirou de seu corpo a droga que entregaria ao companheiro preso.
O segundo flagrante se deu no período da tarde, às 13h. Na ocasião, a visitante tentou entrar na unidade com 89 gramas de cocaína, também camufladas em seu ânus.
Ao ser indagada, porém, a mulher pediu para ser conduzida até uma unidade hospitalar, onde, durante exames médicos, a droga foi retirada de seu corpo e entregue à autoridade policial.
Em ambas as ocorrências, as visitantes foram levadas à delegacia da cidade e presas em flagrante.
Em todos os casos registrados, as unidades prisionais também instauraram Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade dos presos que receberiam as drogas.
A SAP informa que pessoas flagradas tentando entrar com objetos ilícitos em presídios são automaticamente suspensas do rol de visitas.

Comentários