Frango e porco também sobem, e preço não será como antes, alerta associação









A medidas do governo Bolsonaro que culminaram com a disparada do aumento da carne bovina, também irá se estender para o preço da carne de porco e aves, segundo informa Ricardo Santin, diretor-executivo da ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal), que representa produtores de suínos, aves e ovos.  



Ele concedeu entrevista ao Portal UOL e descata que a expectativa do setor é que os preços não voltem ao que era visto nos açougues e supermercados no ano passado.
Na semana passada, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, afirmou que o preço da carne bovina não vai voltar ao preço anterior, por causa da falta de reajuste nos últimos três anos, relembra a  reportagem. 
Ricardo Santin afirma que o mesmo vale para as carnes de frango e, principalmente, de porco. O preço da carne suína estava em baixa há mais de dois anos, reflexo da suspensão da importação pela Rússia em 2017, segundo o diretor da ABPA."[O preço] não volta mais [ao nível anterior], porque o custo de produção já não permite que você volte".

Fonte:



Comentários