Homem de 37 estupra menina de 10 anos e é e salvo de linchamento pela policia












Segundo consta em Boletim de Ocorrência, o fato aconteceu por volta de 15h15 nesta tarde de segunda-feira (23) no Jardim Bussola em Matão-SP.Os Policiais Militares Torryan e Luiz Carlos atenderam a mais uma ocorrência de Estupro de Vulnerável em Matão. Desta vez a vítima foi uma menina de 10 anos de idade e foi em ambiente familiar.O estuprador é casado com a prima da vítima e atacou a menina quando ela foi até sua casa para brincar com os filhos dele. O desempregado de 37 anos distraiu os filhos para que saíssem de casa, levou a vítima para sua cama e abusou dela (não vamos narrar os atos do estupro).
O estupro foi interrompido porque a menina sentiu dores, apesar do uso de lubrificantes que o monstro tinha em sua casa.A vítima correu para o banheiro e, inquirida pela mãe, ela gritava desesperada “foi ele, foi ele foi o …” (e disse o nome do estuprador, que não pode ser divulgado pelo grau de parentesco – identificaria a vítima).A menina, então, levou os policiais militares até o local, onde os lubrificantes e alguns preservativos foram encontrados.O estuprador foi retirado as pressas pela PM para evitar um possível linchamento da população de bem que, revoltada, queria fazer “justiça” com as próprias mãos.Além dos 2 frascos de lubrificantes e dos preservativos, a PM localizou também 1 ‘brinquedo’ erótico e um celular, que será periciado para saber se há vídeos ou fotos que demonstrem pedofilia.Os Policiais Miltiares Torryan e Luiz Carlos apuraram, ainda, que o primeiro abuso teria ocorrido em uma festa junina, mas o monstro ameaçou a menina que, com medo, não denunciou o abusador.A Vítima foi socorrida, passou por atendimentos médico e psicológico, conforme Protocolo de Vítimas de Violência Sexual e posteriormente passou por exame específico no IML de Araraquara-SP.O Delegado Dr. Adriano Pitoscia ratificou a voz de prisão ao estuprador e o encaminhou para a Cadeia Pública de Santa Ernestina-SP.


Fonte: JORNAL CIDADES ONLINE

Comentários