Homem é preso suspeito de chamar cozinheiro de "macaco"











Um homem foi preso, nesta sexta-feira (27), suspeito de chamar de "macaco" o cozinheiro de um restaurante, na região Central de Belo Horizonte.
De acordo com a PM (Polícia Militar), dois funcionários do estabelecimento teriam pedido para que o homem se retirasse do estabelecimento, após ele entrar no local sem camisa.
Neste momento, o suspeito teria se exaltado e começado a xingar e a ameaçar de morte os trabalhadores, chamando um deles de “macaco”.
Testemunhas contaram que o homem tentou fugir do restaurante, mas foi detido por uma viatura que passava pela rua. Ao ser abordado, ele resistiu à prisão, quebrou a viatura e cuspiu no rosto de um dos militares.
A PM informou que o suspeito estava sem documentos e foi encaminhado para a Ceflan (Central de Flagrantes da Policia Civil), onde deve ser identificado.

Injúria racial
Este é o terceiro caso de injúria racial registrado na Grande BH em dezembro deste ano. No início do mês uma mulher foi presa após dizer a um taxista que “não andava com pessoas negras”. A suspeita foi solta após pagar uma fiança de R$ 10 mil.
Na noite da última terça-feira (24) uma outra mulher também foi detida por supostamente chamar o porteiro do condomínio onde mora, em Contagem, na Grande BH, de "macaco" e "nojento". A suspeita pagou fiança de R$ 2.000 e foi liberada.


Fonte:R7









Comentários