Idoso atira três vezes em vizinho e faz xingamentos homofóbicos em SP










Um homem disparou três tiros contra um vizinho no centro de São Paulo no domingo (22). Amigos e testemunhas afirmam que o autor dos disparos fez insultos homofóbicos antes e depois de atirar. A polícia prendeu o aposentado Adel Abdo, 89, em flagrante. As informações são da Record TV

O caso foi registrado como tentativa de homicídio pelo 2º DP Bom Retiro. As agressões teriam começado no sábado (21), quando a vítima promoveu uma festa no prédio onde mora na República, centro da capital. Um participante afirma que o aposentado ameaçou "meter bala" nos convidados, que "viado tinha que morrer" e que não queria "gay no prédio dele".
No domingo (22), o aposentado esperou na entrada do prédio e disparou três vezes. Um dos projéteis acertou o rosto do contador Rafael Dias, de 33 anos, que foi internado e operado na Santa Casa de Misericórdia. Com a chegada da polícia militar, o autor entregou um revólver calibre 22 e confessou o crime. Dos três tiros, ao menos um acertou o maxilar da vítima.
Liberado pela Justiça após uma audiência de custódia na segunda-feira (23), o aposentado Adel Abdo, de 89 anos, saiu do edifício em que morava no bairro da República, em São Paulo (SP), para cumprir uma das condições impostas pelo juiz.
A reportagem não conseguiu contato com a defesa do aposentado. O espaço está aberto para manifestação. 

Fonte:R7

Comentários