Araraquara terá 1º Centro de Referência do Autismo
















Próxima fase é instalação de equipamentos e mobília; prefeito, vereador Roger Mendes (Progressistas), secretários e representantes de entidades visitaram o local nesta quinta (13)
foto05 Prefeito Edinho vistoria adequações no Centro de Referência do Autista 13fev20 Tetê Viviani.jpg




As obras do Centro de Referência do Autismo, localizado ao lado do Centro Especializado em Reabilitação “Dr. Eduardo Lauand”, no Jardim Dom Pedro I, estão concluídas. A próxima fase é a instalação dos equipamentos e dos móveis.

Nesta quinta-feira (13), o prefeito Edinho vistoriou o local acompanhado pelo vereador Roger Mendes (Progressistas), por secretários, coordenadores e assessores municipais, além de representantes do Comdef (Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência) e de entidades.

“A obra está concluída e estamos na fase de equipar o espaço para que possamos inaugurar. Será o primeiro Centro de Referência em Autismo público, vinculado ao SUS, no Brasil. Entre obra civil e equipamentos, o investimento chega a R$ 300 mil. Será um local totalmente adequado para receber as pessoas com autismo”, afirmou o prefeito Edinho em transmissão ao vivo pelo Facebook.

“Agradeço muito à Secretaria Municipal de Saúde, ao apoio da Câmara Municipal, na figura do vereador Roger Mendes, ao Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência, às famílias que têm pessoas que convivem com autismo. Enfim, a tanta gente que batalhou para que este espaço aqui existisse”, complementou.

Para a secretária de Saúde, Eliana Honain, o novo espaço irá proporcionar atendimento adequado a todos que possuem o Transtorno do Espectro Autista. “Vamos ter tratamento e acolhimento diferenciados às pessoas com autismo. Os móveis já foram adquiridos e estamos chamando os profissionais para, a partir daí, programarmos a data da inauguração”, explicou às pessoas presentes.

Também estiveram na visita a secretária de Planejamento e Participação Popular, Amanda Vizoná; a secretária de Obras e Serviços Públicos, Anna Padilha; a coordenadora de Direitos Humanos, Carolina Leão Marques; o coordenador de Atenção Especializada, Edison Rodrigues Filho; o gerente de Reabilitação, Luiz Garlippe; a assessora de Políticas para a Pessoa com Deficiência, Elisa Santos; a gerente de Educação Especial, Cássia Canato; a presidente do Comdef, Adriana Biasiolo, e outros representantes do conselho; Karina Maia e Juliana Stucchi, da Ampara (Associação de Pais e Amigos dos Autistas de Araraquara); entre outros integrantes do governo municipal.
Novo Centro de Referência

O Centro de Referência do Autismo é resultado do projeto elaborado pelo grupo de trabalho instituído em abril de 2017, que reúne representantes das secretarias municipais de Saúde, Assistência e Desenvolvimento Social, Educação, e Planejamento e Participação Popular, além da sociedade civil organizada. O vereador Roger Mendes também participou de todo o processo.

O espaço vai assegurar um novo modelo para atendimento integrado e multidisciplinar aos autistas de Araraquara e da microrregião, contando com salas de atendimento multiprofissional nas áreas de psicologia, terapia ocupacional, fonoaudiologia e neurologia, além de consultórios para atendimento individual e em grupo, sala de reunião, recepção e banheiros.

O Centro de Referência do Autismo levará o nome de Aldo Pavão Júnior, que morreu em 2018, aos 57 anos. O homenageado era advogado, trabalhou no Centro de Referência da Mulher, no Centro Afro e no Centro de Referência LGBTQIA+, além de ter auxiliado na elaboração do estatuto da Ampara.

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), a estimativa é de que 70 milhões de pessoas convivam com autismo em todo o mundo, sendo 2 milhões somente no Brasil. O transtorno é caracterizado por dificuldades na socialização, na comunicação e no comportamento.

As causas do autismo são desconhecidas e não existe cura, mas, quando diagnosticado precocemente, existem mais chances de melhora do quadro e do desenvolvimento da criança.

 

Comentários