Mais dois idosos morrem em decorrência da Covid-19 em Araraquara

 




Araraquara registrou nesta sexta-feira mais 610 casos positivos de Coronavírus, o equivalente 35,33% de 1.701 amostras analisadas nos serviços públicos e privados de saúde e nos setores econômicos e sociais do município, ou seja, sintomáticos e assintomáticos. Considerando apenas os sintomáticos que procuraram os serviços de saúde, esse percentual é de 45,93%. A Rede SUS realizou um total de 613 testes em sintomáticos, dos quais 229 foram positivados, e 460 em assintomáticos, com 41 positivados.
Portanto, Araraquara tem 53.834 casos confirmados de Covid-19.
Do total de confirmados, 2.452 permanecem em quarentena e 50.740 já saíram. Aguardam resultado de exames 16 amostras.
Para consultar o resultado de exames no site da Prefeitura, basta acessar o campo “Resultados de Exames (COVID-19)” e preencher os dados solicitados. O site também fornece as orientações de como agir, de acordo com o resultado do exame.
Hoje, 72 pacientes estão internados: 53 em enfermaria, todos confirmados, e 19 na UTI, sendo 18 confirmados e 1 suspeito.
Destes 72 internados, 46 são moradores de Araraquara e 26 residem em outros municípios. São moradores de Américo Brasiliense (6), Boa Esperança do Sul (2), Getulina (1), Ibaté (1), Matão (1), Motuca (1), Nova Europa (1), Porto Ferreira (1), Rincão (2), Santa Lúcia (1), São Carlos (7) e Taquaritinga (2).
Com relação às internações nos serviços hospitalares que disponibilizam leitos para Covid-19 (públicos e privados), a cidade conta hoje com uma taxa de ocupação de 73% de leitos de enfermaria e 59% de UTI.
Hoje, a Santa Casa tem 15 pacientes, o Hospital São Paulo tem 24 pacientes, o Hospital São Francisco tem 2 pacientes, a Unidade do Melhado tem 11 pacientes, o Hospital de Campanha tem 3 pacientes e o Heab tem 17 pacientes.
Araraquara registrou, até o momento, 642 óbitos decorrentes de Covid-19. Os óbitos registrados nas últimas 24 horas são de um homem de 89 anos, com comorbidades, que estava internada em unidade privada desde o dia 25 de janeiro; e um homem de 90 anos, com comorbidades, que estava internado em unidade da rede pública desde o dia 31 de janeiro.
Todos os positivados, assim como seus comunicantes, estão sendo monitorados pelas equipes da Secretaria Municipal da Saúde. O objetivo é orientar e cobrar o cumprimento da quarentena.