Moça apanha e ateia fogo no namorado quando dormia no coreto de Matão

 






Depois de levar mais uma surra, uma moça de 32 anos pegou um litro de Etanol e despejou sobre o corpo de seu namorado, de 38 anos, ensopando o cobertor e vestes. Em seguida, pegou um fósforo, acendeu e ateou fogo, que durou cerca de 3 minutos no corpo.

Eram cerca de 6h40 da manhã desta terça-feira quando a moça pegou uma panela e estava esquentando comida, no coreto municipal, onde ela e mais 12 moradores de rua passam as noites.

Com várias lesões pelo corpo, resultado de uma surra que havia levado do namorado na noite desta segunda-feira, não pensou duas vezes ao pegar o litro com Etano nas mãos.

Foi até o namorado e despejou o recipiente em suas vestes e cobertor que cobria a parte de cima de seu corpo. De repente, uma explosão e enormes chamas se formaram.

Ele se levantou com dificuldade, pois estava com uma perna engessada, resultado de uma suposta agressão, começou e pedir por socorro.

‘Eu estava do lado dele, mas não socorri, porque não ajudo covarde, pois ele vive batendo nela. As chamas chegaram a cerca de 4 metros de altura e chegou a cair pedaços de pele dos braços”.

Populares que estavam próximo da Praça ‘Dr. Leônidas Calígula Bastia’, no Centro de Matão, acionaram a unidade de suporte avançado do Samu.

De acordo com as informações, o estado do rapaz de 38 anos é gravíssimo, pois sofreu queimaduras de 1º, 2º e 3º graus, acima da cintura.

Ele foi internado na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital ‘Carlos Fernando Malzoni’, mas se o quadro piorar, pode ser transferido para o Hospital especializado em queimaduras de Catanduva.

O sargento Romano, cabo Menezes, soldados Barizon e Fernando detiveram Karina, que confessou o crime e disse que foi em ‘legítima defesa’.

O local foi preservado pela Polícia Militar para a realização da perícia, pela Cientifica, pois a vítima corre sério risco de morte.

Na Delegacia, o delegado Marlos Marcuzzo ouviu a testemunha e depois, a autora, que foi autuada em flagrante por Tentativa de Homicídio e encaminhada à Cadeia Pública Feminina de Fernando Prestes.    

Ela deverá passar por Audiência de Custódia e deverá apresentar laudos de todas às vezes em que foi agredida pelo namorado, que, apesar disso, não se largavam um minuto. 


Fonte: Matão Urgente