Revitalização do CER Adelina Leite Amaral é entregue à comunidade escolar

 




A Prefeitura entregou oficialmente nesta sexta-feira (1º) mais uma obra do Orçamento Participativo na área da Educação: a reforma e ampliação do CER (Centro de Educação e Recreação) Adelina Leite Amaral, na Vila Vicentina, região da Vila Xavier.

A unidade educacional passou por obras após ser escolhida como prioritária na Região 6 do OP. O investimento nas melhorias foi de R$ 1.200.088,10, por meio do Finisa (Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento, financiamento junto à Caixa Econômica Federal).

Além da reforma geral e adequações do prédio existente, a ampliação do edifício teve a construção de sala de apoio, sala de recreação, dois banheiros infantis, copa, sala dos professores e sanitário PCD (pessoas com deficiência) adulto. A obra também teve adequações na área externa, construção de quiosque e áreas de acesso com pergolados e adequação de tanques de areia.

Essa foi a primeira grande reforma do CER Adelina Leite Amaral, inaugurado em 1987. A unidade conta hoje com 147 crianças matriculadas. A ampliação do prédio permitiu a ampliação do atendimento de crianças de 3 a 5 anos do período integral, além de possibilitar também uma sala adequada para a realização de atividades de banho e repouso das crianças.

Em sua fala, o prefeito Edinho ressaltou que a Prefeitura está investindo R$ 33 milhões em 19 obras da Educação que estão em andamento. No geral, entre obras entregues e em andamento, são R$ 53 milhões investidos na Educação. “O Orçamento Participativo é uma nova forma de exercício do poder. A população decide o futuro da cidade”, destacou Edinho.

O Orçamento Participativo é desenvolvido pela Prefeitura por meio da Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular. Desde a retomada do programa, em 2017, a Prefeitura já investiu R$ 30 milhões nas obras já entregues e R$ 70 milhões nas obras e programas entregues e em andamento, em diversas áreas. Os horários, datas e locais das plenárias podem ser conferidos no site www.araraquara.sp.gov.br e nas redes sociais da Prefeitura.

A secretária da Educação, Clélia Mara dos Santos, parabenizou toda a comunidade escolar pela inauguração das melhorias. “A toda a comunidade do CER Adelina, nesta manhã linda de 1º de julho e neste espaço tão bonito, espero que a gente reafirme e reassuma nossos compromissos já firmados por uma educação pública de qualidade. Que a gente aproveite este momento e faça a diferença na vida das crianças e dos seus familiares”, afirmou.

A diretora do CER Adelina, Daniela Aparecida Zelanti, agradeceu à Prefeitura pelas obras, aos funcionários do CER e à comunidade que compareceu à plenária do Orçamento Participativo e solicitou as melhorias na unidade.

Representando a Câmara, a vice-presidente Thainara Faria (PT) enalteceu o OP e destacou que investir na Educação é investir em um instrumento de transformação. “Não deixem de acreditar em uma administração que, de fato, se mova em direção às necessidades da população. Isso envolve não só dinheiro, mas vontade política, a mobilização da sociedade e a execução de uma obra que materializa que a democracia é a peça fundamental de uma vida cidadã”, disse a vereadora.

Julieta Esther Amaral, filha de Adelina Leite Amaral, agradeceu a homenagem em nome da família. “Minha mãe foi um exemplo. Uma pessoa de uma índole que poucas vezes vi na vida. Somos gratos aos exemplos dela. Onde estiver, ela está nos acompanhando também”, declarou. Julieta estava acompanhada da sobrinha Teresa Telarolli, secretária de Cultura e neta de Adelina Leite Amaral.

Em nome da comunidade escolar e do Conselho de Escola, Leandro Emílio também falou sobre a importância da obra. “Agradeço o empenho de cada colaborador deste CER. É a realização de um sonho. Um local mais moderno e aconchegante para os alunos”, afirmou.

Também estiveram no evento a secretária de Direitos Humanos e Participação Popular, Amanda Vizoná; a secretária de Desenvolvimento Urbano, Sálua Kairuz; o secretário de Obras e Serviços Públicos, Sérgio Pelícolla; entre outros secretários, coordenadores e gestores municipais, funcionários do CER, alunos e o público presente.

Adelina Leite Amaral
Adelina nasceu em Pirassununga, em 14 de junho de 1904, filha de Eduardo Silva Leite e Zulmira Arruda Leite. Aos 15 anos de idade, sentindo a necessidade de ajudar a manter a família após o falecimento de seu pai, ela entrou no mercado de trabalho, destacando-se como telegrafista na Companhia Paulista de Estrada de Ferro de São Carlos e Araraquara, e na EFA, Estrada de Ferro Araraquara, sendo a primeira mulher a ocupar cargos administrativos nessas instituições.

Casou-se em setembro de 1930 com Othon Amaral, com quem teve cinco filhos: Nildson, Julieta Esther, Estella Sylvia, Othon e Marden Luís. Em companhia do esposo, foi uma das fundadoras do Departamento Albergue Noturno da Sociedade Beneficente Obreiros do Bem e da Creche Espírita Meimei, em 1947, a primeira e única instituição pública de atendimento às crianças em Araraquara por muitos anos.

Adelina era uma pessoa alegre e otimista, que sempre enxergava o lado bom das pessoas. Faleceu em 21 de setembro de 1983, aos 79 anos, deixando um legado de solidariedade e amor ao próximo.