O folclore e a valorização desse gênero de cultura de origem popular





Nesta quinta-feira, dia 2, é comemorado o Dia Universal do Folclore


Nesta quinta-feira, dia 2 de agosto, é comemorado o Dia Universal do Folclore, “um gênero de cultura de origem popular constituído pelos costumes e tradições populares transmitidos de geração em geração”, como explica a professora do curso de Pedagogia da Universidade de Araraquara – Uniara, Dirce Charara Monteiro, que aponta que, hoje, ele é bastante valorizado, principalmente nas escolas, “com o objetivo de preservar a nossa rica cultura popular”.

“Percebo também sua valorização nas artes de um modo geral, mais especificamente nas artes cênicas e na música, com a montagem de peças e composições musicais baseadas em temas do nosso folclore”, completa a docente.

Ela destaca que o folclore – “a palavra é formada pela junção de folk (povo) e lore (sabedoria ou conhecimento), e tem origem no inglês ‘folklore’, que significa sabedoria popular” - apresenta grande importância na identidade de uma nação. “O Brasil possui um folclore riquíssimo. São exemplos o carnaval, as farras de boi, as festas juninas, as cavalhadas, a festa do divino e as lendas do Curupira, do Saci Pererê, da Mula sem cabeça e muitas outras. As adivinhas e trava-línguas, tão apreciadas pelas crianças, também constituem elementos importantes do nosso folclore”, comenta.

No passado, Dirce lembra que também houve momentos de alta valorização do folclore, “como é o caso das pesquisas sobre o assunto lideradas por Mário de Andrade durante o período literário do Modernismo, quando se procurava enaltecer os elementos de nossa cultura, que era impregnada de influência estrangeira”. “Outro autor importante da literatura brasileira que trouxe uma importante colaboração para a divulgação do nosso folclore, principalmente entre as crianças, foi Monteiro Lobato. E uma ótima referência para pesquisar o tema é a obra de Luís da Câmara Cascudo, intitulada ‘Dicionário do Folclore Brasileiro’”, completa.

A professora aponta que o ensino de conteúdos sobre o folclore é relevante também na universidade “pelas mesmas razões apontadas para seu ensino na Educação Básica: valorizar a cultura de origem popular”. “No caso dos cursos de licenciatura, que formam professores, a retomada dos temas folclóricos é importante para orientar o futuro docente na transmissão desse importante conteúdo aos seus alunos”, diz.

Como mensagem em relação ao Dia Universal do Folclore, Dirce reforça: “vamos preservar e transmitir às novas gerações os elementos que constituem nosso rico folclore, pois eles trazem a marca de nossa identidade enquanto país”.

Informações sobre o curso de Pedagogia da Uniara podem ser obtidas no endereço www.uniara.com.br ou pelo telefone 0800 55 65 88.

Comentários