Bebê de um ano fica gravemente ferido em acidente de trânsito


















Uma criança de 1 anos foi atendida com suspeita de traumatismo craniano (corte na cabeça e inchaço), a avó ficou presa nas ferragens e seu quadro é grave. A condutora também se feriu e o serralheiro foi para a Cadeia.
Eram cerca de 22h30 quando os policiais militares Maelson e Jéssica se depararam com um grande acidente no cruzamento da Avenida 15 de Novembro com a Rua São Lourenço, Centro.
No Renault Logan, 3 pessoas feridas, a condutora, uma nutricionista de 32 anos, seu filho, de 1 ano de vida e a avó do bebê e mãe da condutora, uma profissional de beleza de 55 anos.
Segundo as informações, com o impacto lateral, o Gol foi arrastando o Renault até a mureta de proteção do Rio São Lourenço. O primeiro trafegava pela São Lourenço e o segundo, pela Avenida 15 de Novembro.
De acordo com o relatório policial, a criança apresentava um corte na cabeça e inchaço, sendo encaminhada ao Pronto Socorro, onde ficaria em observação depois de ser medicada.
A mãe sofreu ferimentos na perna e a situação mais grave é da cabeleireira, que ficou presa nas ferragens, sendo necessária a intervenção dos bombeiros e utilização de equipamentos para cortar.
Ao conversar com o serralheiro de 37 anos, que dirigia o Volkswagen Gol, o policial Maelson notou que ele falava de forma lenta e pastosa, sendo convidado a assoprar o Etilômetro, que apontou 0,45 mg/l.
Sendo assim, ele foi apresentado ao delegado de plantão na Delegacia, que em função da gravidade do acidente, determinou que o mesmo fosse escoltado até a Cadeia Pública de Santa Ernestina.       
Pela segunda vez em dois dias de trabalho, os policiais militares Maelson e Jéssica receberam agradecimentos e elogios das vítimas. O primeiro foi um bebê, também de um ano, que eles salvaram por engasgamento.


Fonte: Matão Urgente

Comentários