Polícia Civil investiga denúncia de maus-tratos a onça no Parque Ecológico de São Carlos










A Polícia Civil esteve no Parque Ecológico de São Carlos nesta segunda-feira (7) para apurar uma denúncia de negligência. Foram coletadas amostras da carne servida como alimento para uma onça preta.
A comida foi doada por uma Universidade após ter passado por um experimento científico. O mantimento teria sido transportado até o Parque sem refrigeração e oferecido ao bicho sem nenhum teste de qualidade. O felino, que estaria passando mal há mais de uma semana, foi transferido para um hospital veterinário de Botucatu.
As denúncias de maus-tratos não param por aí. Segundo um funcionário que preferiu não se identificar, uma onça-pintada chamada Boomer morreu há 1 mês com os mesmos sintomas.
Em outro caso, uma ema teria sido agredida por uma ave da mesma espécie e teve um dos olhos furados. Funcionários dizem que não havia um médico veterinário para atender o animal.
A Prefeitura, responsável pela administração do local, afirma que todos os procedimentos do Parque Ecológico de São Carlos seguem as normas estabelecidas em legislações de manejo de animais silvestres e critérios estabelecidos em normas veterinárias, ambientais e biológicas. Garantindo assim a sanidade e o bem estar dos animais. Segundo o Parque, tratadores de animais, técnicos e funcionários lutaram para amenizar os problemas de saúde de Boomer que se agravaram com a idade avançada. Ela tinha 19 anos.

Fonte: São Carlos Agora

Comentários